quinta-feira, 22 de julho de 2010

A impressionante queda de Alkmin em 2006

O desempenho do candidato Alkimim do PSDB à presidente no primeiro turno das eleições de 2006 foi uma surpresa. Ele obteve 38,1% dos votos. Lula chegou em primeiro com 44,5% dos votos.
Quando nada, Alkmin recebeu o maior percentual de votos que um segundo colocado à presidência obteve na historia das eleições brasileiras.
Mas uma surpresa maior ainda aconteceria no segundo turno. Alkmin perdeu votos, e obteve 36,8% do total de votos.
Em termos percentuais a perda parece pequena (1,3 pontos percentuais). Mas o candidato tucano perdeu 2,4 milhões de votos.
Somente em Minas Gerais, o candidato do PSDB perdeu 516 mil votos.
Sabemos pouco a direção destes votos perdidos. Uma parte deve ter migrado para a abstenção ou se transformado em votos em branco e nulos. Outros provavelmente acabaram indo para Lula.
Mas a questão é: Por que razão mais de dois milhões de pessoas não repetiram no segundo turno o voto dado no primeiro?
Não conheço estudos que tenham dedicado minuciosamente à questão.

As Perdas de Alkmin entre o Primeiro e o Segundo Turno, 2006



O mapa abaixo apresenta a perda (em pontos percentuais) que Alkmin teve em Minas Gerais. Mesmo recebendo o apoio do governador eleito Aécio Neves, Alkmin perdeu votos em praticamente todas as cidades.
No gráfico, o tamanho das esferas refere-se ao tamanho relativo da população da cidade sobre a população do estado. A cor refere-se a perda de votos (e em poucos casos ao aumento): quanto mais intensa é a cor vermelha, maiores foram as perdas de Alkmin em relação à votação do primeiro turno.

As Perdas de Alkmin em Minas Gerais, 2006

Um comentário: