quarta-feira, 4 de agosto de 2010

As Disputas Presidencias em Minas Gerais

Nos últimos dias os jornalistas têm falado muito sobre o papel decisivo que Minas Gerais deve ter no resultado da disputa presidencial deste ano. O argumento é mais ou menos o seguinte: Dilma venceria por larga margem nas Regiões Norte e Nordeste. Serra venceria com folga em São Paulo e na Região Sul. Restando os estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais como territórios de disputa ainda em aberto.
Minas Gerais concentra cerca de 10% do eleitorado brasileiro. Portanto, um candidato tem que abrir uma vantagem de 10 pontos percentuais sobre o outro no estado para garantir 1 ponto percentual na disputa nacional.
Uma análise das eleições presidenciais em Minas Gerais revela apenas um resultado óbvio. O estado tem sido um território dos vitoriosos na disputa presidencial. Nas oito disputas (primeiro e segundo turno de 1989, 1994, 1998, 202 e 2006) o candidato vitorioso no âmbito nacional também venceu no estado.
O Gráfico abaixo apresenta a diferença em pontos percentuais do primeiro para o segundo colocado no estado. Os dados foram calculados sobre o total do comparecimento. A maior diferença ocorreu em 1994, quando Fernando Henrique abriu 34 pontos percentuais em relação à Lula. A menor ocorreu no primeiro turno de 2006, quando Lula obteve 9 pontos percentuais a mais do que Alkmin.

Diferença em Pontos Percentuais entre os Dois Principais Candidatos. Eleições Presidenciais em Minas Gerais, 1989, 1994, 1998, 2002 e 2006.



Existem padrões regionais de votação em Minas Gerais que precisam ser melhor analisados. Abaixo apresento um mapa com o resultado da diferença entre Lula e Alkmin no primeiro turno de 2006. As cores revelam a vantagem de um dos candidatos. O azul de Alkmin, o vermelho de Lula. Quanto mais intenso é o tom da cor, maior a vantagem de um candidato sobre o outro. A dimensão das esferas são proporcionais à população da cidade sobre o total do estado.
Observa-se que o território faz alguma diferença. Existe um corredor de cidades azuis que atravessa o estado. Mas o fundamental: Lula venceu na maioria das cidades médias e grandes.

Mapa da Diferença entre Lula e Alkmin no Primeiro Turno de 2006.



Mais do que o inegável peso eleitoral do estado sobre o resultado nacional (uma questão matemática), a disputa em Minas chama atenção pela sua dimensão estritamente política. Uma reprodução das alianças nacionais no estado como nunca se viu. Duas lideranças nacionais (Itamar Franco e Aécio Neves) disputando o Senado. Um legado de um governador do PSDB sendo julgado. Enfim, eleição mineira em tons gaúchos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário