sexta-feira, 10 de setembro de 2010

A vantagem de Sérgio Cabral na cidade do Rio de Janeiro

Uma das razões da ampla vantagem do atual governador Sergio Cabral sobre o seu principal adversário, Fernando Gabeira, deve-se ao seu desempenho na capital. Segundo a última pesquisa IBOPE, Cabral teria na capital 58% dos votos. Gabeira estaria com 25%.
A distância é muito grande, sobretudo se observarmos as disputas anteriores. Nenhum dos governadores eleitos depois de 1982 teve uma vantagem tão ampla na capital.
Vale lembrar que no primeiro turno de 2006, Cabral obteve 29% dos votos na capital.
Não sabemos como estes votos se distribuem pelos bairros da capital, mas a distância é tão grande, que o governador pode vencer nas áreas mais prósperas da cidade.
O último governador eleito que venceu na Zona Sul e na na Zona Norte (Tijuca e adjacências) foi Marcelo Alencar em 1994.
Nos três mapas abaixo mostro o resultados das últimas disputas para governador na cidade do Rio de Janeiro.
Agreguei a cidade em oito macro-áreas: Zona Sul (que inclui a Barra da Tijuca); Zona Norte; Jacarepaguá, Central, Leopoldina, Irajá, Bangu e Campo Grande.
Os três mapas a seguir mostram a diferença em pontos percentuais entre os dois principais candidatos ao governo de estado nas eleições de 1998, 2002 e 2006. A intensidade das cores revela o grau de um candidato sobre o outro. Quanto mais vermelho, mais votos o governador eleito teve naquela área, quanto mais azul, mais votos seu adversário obteve.
No segundo turno de 1998, o governador eleito, Garotinho, teve muitas dificuldades na capital. O ex-prefeito Cesar Maia perdeu apenas em duas regiões (Bangu e Campo Grande). Em 2002 a disputa foi resolvida no primeiro turno. Rosinha, a governadora eleita, perdeu nas áreas mais ricas da cidade (Zona Sul e Tijuca) para sua adversária, Benedita da Silva. O mesmo padrão se repetiu em 2006, quando o governador Sergio Cabral perdeu nas duas áreas para sua adversária Denise Frossard.

Eleições de 1998 na cidade do Rio de Janeiro: Garotinho vs. Cesar Maia


Eleições de 2002 na cidade do Rio de Janeiro: Rosinha vs. Benedita


Eleições de 2006 na cidade do Rio de Janeiro: Cabral vs. Frossard

2 comentários:

  1. Professor Jairo, a que fatores o senhor atribui essa enorme diferença entre os dois principais candidatos nas pesquisas (Sérgio Cabral e Gabeira)? Isso seria explicado por popularidade ou pela aliança com a candidata a presidente, Dilma Rousseff?

    Danielle do N. Marques
    Estudante de ciência política - UNIRIO

    ResponderExcluir
  2. Danielle,
    Ninguém imaginava uma distância tão acentuada entre Gabeira e Cabral.
    A alta popularidade do governo Cabral ajuda a explicar. Outro fator importante é que Cabral cresceu na classe média. Imagino que tenha sido por conta das UPPS.

    ResponderExcluir