quarta-feira, 13 de junho de 2012

Visualização no Basômetro e no New York Times


Uma tecla na parte superior do basômetro permite que o leitor tenha acesso a outra forma de visualização. O caminho não é intuitivo. Procure a tecla por bancadas partidárias e acione a tecla por votação. A tela mostra o resultado final da votação de cada proposição legislativa por partido: pró-governo, contra o governo e abstenção. Faltou apenas mais uma coluna com os parlamentares de cada partidos que não compareceram para votar (em muitas votações o número de ausentes é expressivo).

Cada um dos quadrados da imagem representa um deputado. Se passar o mouse por cima deles você verá o nome dos parlamentares em ordem alfabética:



A tela é últil para observar com calma como os partidos votaram em uma determinada votação. Mas não é fácil saber como um parlamentar votou (sem contar que os ausentes não aparecerem na tela). E esta é justamente a curiosidade de muitos leitores: como o deputado X votou na votação Y? Neste caso, a melhor solução seria apresentar uma listagem com o voto de cada parlamentar.

Esta é a forma utilizada pelo New York Times para apresentar os dados das votações no Congresso dos Estados Unidos. A apresentação é organizada segundo cada uma das votações. Inicialmente aparece o resultado final  por partido; a seguir, um mapa interativo com o voto dos representantes de cada distrito; por fim, uma listagem com o voto de cada deputado. Dois filtros (por partido e por estado) permitem uma rápida mudança na lista de nomes.

Para quem quiser conhecer o equivalente do basômetro do Estado de São Paulo criado pelo New York Times vale uma visita ao Inside Congress.

O instrumento do New York Times não gera as sínteses que o basômetro produz (índice de governismo dos deputados e dos partidos). Seu obejetivo é simplesmente mostrar o resultado  final de cada votação. Mas ele é mais intuivo e menos sombrio (continuo em campanha contra o fundo preto do basômetro!).


Nenhum comentário:

Postar um comentário